Interferência Epidêmica no Sistema de Comunicações Móveis Celulares

  • Marcelo S. Alencar Iecom
  • Luiz F. T. G. Amaral SENAI CIMATEC
  • Tulio F. S. Castro SENAI CIMATEC
  • Rafael Vieira SENAI CIMATEC
  • Esmael Caliman Filho SENAI CIMATEC
  • Osmar P. Oliveira Jr. SENAI CIMATEC

Resumo

Este artigo introduz o conceito de interferência epidêmica, para determinar o efeito do acesso intempestivo de usuários ao sistema de comunicações móveis celulares em redes 5G, causando aumento na probabilidade de erro do canal. Nesses sistemas a interferência geralmente depende do estado da rede e, se os usuários de telefonia estão realizando o acesso à rede ou deixando o sistema, o tráfego é claramente não estacionário, assim como a interferência. Para processos não estacionários, como neste caso, as ferramentas usuais têm utilidade reduzida, mas a integração estocástica, pode ser útil para atacar o problema.

Publicado
2021-12-29
Como Citar
ALENCAR, Marcelo S. et al. Interferência Epidêmica no Sistema de Comunicações Móveis Celulares. Revista de Tecnologia da Informação e Comunicação, [S.l.], v. 10, n. 1, p. 38-43, dez. 2021. ISSN 2237-5104. Disponível em: <http://rtic.com.br/index.php/rtic/article/view/118>. Acesso em: 27 maio 2022.
Seção
Artigos