Classificação de Fluxos IP para Engenharia de Tráfego na Internet

  • Michael Taynnan Barros
  • Marcelo Sampaio de Alencar
  • Reinaldo Gomes
  • Anderson Fabiano Costa

Resumo

O desempenho da Internet é dependente do crescimento do número de usuários e das aplicações promovidas pela Internet-das-coisas. O tratamento inadequado do tráfego de dados na rede é um dos fatores que influenciam tal desempenho. Pesquisadores têm utilizado técnicas de Engenharia de Tráfego (ET) para adequar o que é transmitido pela rede a níveis de desempenho previamente definidos. Para que essas dados sejam tratados eles precisam ser identificados, e falhas na identificação são diretamente ligadas ao desempenho do sistema. Este artigo apresenta resultados da investigação de mecanismos de classificação de fluxos de dados IP como ferramenta de ET para a Internet. A partir da classificação do tráfego é possível identificar os requisitos necessários para que os fluxos IP sejam tratados de maneira correta, para influenciar de maneira positiva o desempenho da rede. Classificadores baseados em aprendizagem de máquina foram estudados e devidamente ajustados para se adequar a uma rede de backbone IP com a arquitetura DiffServ. Com a nova abordagem, os resultados da avaliação de desempenho desse cenário indicaram um aumento médio de 15% no desempenho das aplicações web. A adoção de mecanismos que permitem a classificação e a diferenciação do tráfego com base nos requisitos dos fluxos que trafegam em uma rede melhoram consideravelmente o desempenho de redes de backbone IP com um baixo overhead.

Publicado
2016-04-30
Como Citar
TAYNNAN BARROS, Michael et al. Classificação de Fluxos IP para Engenharia de Tráfego na Internet. Revista de Tecnologia da Informação e Comunicação, [S.l.], v. 6, n. 1, p. 21-28, abr. 2016. ISSN 2237-5104. Disponível em: <http://rtic.com.br/index.php/rtic/article/view/72>. Acesso em: 20 set. 2019.
Seção
Artigos